domingo, 17 de abril de 2011

  Dói néVocê quer gritar e não pode. Você quer chorar, mas segura. Você quer morrer, mas não se mata. Você quer sumir, mas não some. Aí é que tem. Você não faz nada disso pra não preocupar a sua família, certo? Aí você pega, vai pro banheiro, e chora lá, escondida. E não tem ninguém pra te dar apoio. É bem isso aí.

E oque eu estou sentindo agora, eu não desejo pra ninguém, ninguém mesmo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário